Neste ano, a Mostra Cinema Conquista – Ano 13 homenageará Chico Liberato, um dos pioneiros do cinema da animação no Brasil, tendo no currículo 12 curtas-metragens e dois longas. Toda sua obra se diferencia por revelar a beleza da rica cultura brasileira, consagrando-se no Brasil e no exterior. “Uma figura importantíssima para a cinematografia baiana e também um grande artista plástico”, aponta o coordenador e idealizador da Mostra, Esmon Primo.

A filmografia de Liberato começou a ser produzida na década de 1970, após uma provocação carinhosa do amigo Guido Araújo, organizador da Jornada Internacional de Cinema da Bahia, que estimulou Chico a dar movimento às suas pinturas, modalidade de arte que o homenageado desenvolve desde os 10 anos de idade.

O primeiro longa de Liberato foi “Boi Aruá”, o quinto de animação do país e o primeiro do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A obra é uma leitura crítica da Cantiga do Boi Incantado, do compositor conquistense Elomar Figueira Mello, gravada no disco Sertania, de Ernest Widmer, trilha sonora da obra. Como prêmios, o filme recebeu da UNESCO o selo “Referência de Valores Culturais para a Infância e Juventude”, Menção Honrosa do I Fest Rio e do Centro Internacional da Infância e Juventude em Moscou, Rússia.

O outro longa de Liberato, “Ritos de Passagem”, passou por grandes eventos de cinema como o Festival de Havana, Festival do Rio, Festival Internacional de Lisboa, entre outros. Nesta obra, Chico Liberato contou com a parceria de seu filho, o músico João Liberato, e do filho de Elomar Figueira, o também músico João Omar, que assinam a Trilha sonora do filme.

A obra de Chico Liberato é considerada a expressão genuína da cultura brasileira. Chico é pioneiro na sua essência. Um Dom Quixote para quem nada é impossível, criando e inovando de forma surpreendente. A sua obra é uma marca singular da essência da cultura brasileira, reconhecível em qualquer canto do mundo.

Um olhar para o novo cinema: A Mostra Cinema Conquista – Ano 13 tem o apoio cultural da TVE Bahia, TV Sudoeste, Educandário Padre Gilberto, Tia Sônia e Schin. Recebe o apoio institucional da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, através do Curso de Cinema e Audiovisual, Programa Janela Indiscreta e Sistema Uesb de Rádio e TV Educativas, do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia (IRDEB), da Diretoria Audiovisual do Estado (DIMAS) e do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima. A Mostra Cinema Conquista é uma realização do Instituto Mandacaru de Inclusão Sociocultural. Tem o apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Referência: Curta “Um Outro”, de Chico Liberato.
Serviço
Mostra Cinema Conquista – Um olhar para o novo cinema
Data: 4 a 9 de novembro

Local: Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, Vitória da Conquista – Ba